Umbanda: Texto: Apresentação - Oxalá
 


Oxalá

Oxalá, o senhor de tudo e de todos, a energia mais pura dentre todas as outras.

Quando falamos nesta energia entendemos ser a força que move o mundo espiritual a “”.

Nós Umbandistas entendemos que nada pode ser feito sem a energia que move, e está é a Fé.

O Senhor do Branco, aquele que une em si qualquer força, qualquer elemento, um verdadeiro Avatar.

Alguns podem perguntar, se Oxalá e Jesus Cristo são a mesma pessoa.

Mas na verdade não é.

Oxalá é uma energia imaterial, emanada de Deus.

Alguns homens que atingiram o estado Crístico ou Búdico podem ser sincretizado com esta energia.

Por exemplo Gautama Sidarta ou Confúcio.

É certo que Jesus Cristo foi um dos profetas mais conhecidos até hoje.

E assim temos uma das personificações da e do Amor de Deus na figura deste querido instrumento de Deus chamado Jesus Cristo.

Oxalá é representado na numerologia pelo nº 1.

O Principio de tudo e de todos o “Alfa”.

É o pilar de sustentação de toda doutrina umbandista.

Os filhos de Oxalá são pessoas companheiras que gostam de abraçar o mundo e ajudar o próximo de qualquer jeito, leais, porém são soberbas, estouradas e orgulhosas.


Fonte: Wikipédia

Pub 2016

Oxalá, Obatalá, Orixalá, Orixa-Nlá

Oxalá é um nome genérico de vários Òrìxá funfun (branco), como são chamados diversos Orixás africanos no Brasil relacionados à cor bran-ca e à criação do mundo.

Os filhos de Oxalá têm algumas restrições (ewo, quizila)

De acordo com as lendas, Oxalá embriagou-se várias vezes com vinho de palma, fato que tornou a bebida alcoólica uma das restrições.

Por causa de outra lenda, em que Exú suja suas roupas brancas por três vezes com sal, azeite de dendê e carvão, estes elementos tam-bém se tornaram restrição aos filhos de Oxalá.

Nenhuma comida de Oxalá leva sal ou dendê.

Um filho de Oxalá jamais deverá usar roupas pretas ou vermelhas, por serem essas as cores de Exu.

Também em função das lendas, o dia de Oxalá é a sexta-feira.

No Candomblé, tanto no Brasil quanto em outros países, todos os iniciados e frequentadores costumam vestir-se de branco em homena-gem a Oxalá.

Os filhos de Oxalá não comem comida de sal e muitos adotaram não comer carne na sexta-feira (somente peixe).

Contudo, também se acredita que esse costume tenha relação com a Igreja Católica e o sincretismo de Oxalá com o Senhor do Bonfim na Bahia, costume também adotado pelos restaurantes em que nas sextas-feiras servem a pescada branca com molho de camarão.


Fonte: Wikipédia

Pub 2016

Ervas:  Alfazema, Alfavaca branca, Algodoeiro, Boldo ou Tapete de Oxalá, Capim Limão, Colônia, Erva Cidreira, GirassolJasmim, Saião ou Folha da Costa, Manjericão, Maracujá, Patchuli, Sândalo, entre outras.

Se desejar conhecer mais sobre
a Umbanda clique em
Voltar