MINHA QUERIDA AMADA
(Ary Franco)


Ternura tem ela de sobra para me dar,
De volta retribuo com meu devotado amor;
Um século deverá ele durar, ou jamais findar.
Carinho, afagos e beijos, trocados com ardor.


Estampado em seu sorriso, noto sua satisfação

Em saber acelerado o pulsar do meu coração.
Um impulso incontido aviva em mim uma chama.
Beijo-lhe a boca sequiosa e nosso querer se inflama.

Ela corresponde, ardente e ofegante.
É o início de nosso momento delirante.
Despe-se o anjo tornando-se minha amante!


De agora em diante, uma vez fechada a porta,

Amar é no que pensamos, nada mais importa.
E nesse frenesi, o êxtase nos sacia e conforta!



Fundo Musical: Dio come ti amo



Anterior Próxima Namorados Homenagens
 
Menu Principal