Umbanda: Texto: Dez passos
 


Dez passos
1°Faça suas escolhas

Para sermos bons médiuns devemos ser umbandistas por escolha pró-pria, então nada daquela velha história que filho de umbanda não tem querer! “Filho de Umbanda tem querer sim, tem escolhas e essas escolhas que fazem a diferença.

2°Cumpra com sua Palavra

Cumpra os compromissos que você assumiu, então nada de ir a uma festinha de aniversário ao invés da gira.

Se programe, faça e cumpra com aquilo do qual você se comprome-teu quando aceitou ser filho de Umbanda.

3°Humildade Hoje, Humildade Sempre!

Seja Humilde, não se sinta especial ou melhor por fazer parte de uma corrente de umbanda, pois você não é!

Seja simples, lembrando que simplicidade está nos gestos e no cora-ção e não apenas nas roupas.

4°Compreensão

Compreenda que cada um nessa terra, tem uma missão, então não fi-que bravo por muitas vezes não conseguir incorporar e ao se virar ver aquele(a) seu irmão de fé que está na corrente a 2 dias incorporando.

Não sinta frustração e muito menos inveja, entenda que cada um tem sua hora, sua vez e suas entidades podem ter uma forma diferente de trabalhar do que os guias do irmão ao lado.

5°Se não gosta, respeite!

Entenda que ninguém vai ao terreiro para ser maltratado, então, se existe alguém que você não gosta, pelo menos respeite e faça ao má-ximo para que esse desentendimento não passe para algo pior como agressões físicas.

6°Dê valor!

Hoje em dia tudo está muito difícil, as pessoas não encontram com-preensão.

A fé virou algo banal, as pessoas cobram, as pessoas mentem!

Então se você encontrou um bom terreiro, fique muito feliz por isso, dê valor a sua casa, respeite o chão que você teve a oportunidade de pisar.

O tempo passa rápido meus irmãos, então valorizem aquilo que é ver-dadeiro e jamais se deixem levar pelo que é mais fácil!

7°Mãe, Pai de Santo = Mãe, Pai Carnal!

Pais e mães de santo são a lei máxima de um terreiro.

Nós dentro da religião somos como pequenas crianças e são nossos sa-cerdotes que nos ensinam a caminhar, um pai ou mãe sempre tem mais experiência que um filho, tem sabedoria e ponto.

Muitas pessoas questionam seus dirigentes, mas se estivessem no lugar dos mesmos, não suportariam uma gira, então antes de falar aprenda a ouvir, e se caso estiver descontente seja franco e jamais esconda ou fale as coisas por trás das costas de seus Pais.

8°Confie!

Confiança é a base de qualquer relacionamento!

E também é a base do nosso contato com nossos guias.

As duvidas são sempre muito persistentes, mas se cada um confiar em seu próprio “taco”, verá que a verdade esta sempre presente, mas muitas vezes estamos cegos para enxergar.

Os guias amam seus médiuns e sempre que você sentir qual-quer des-confiança, dúvida, medo lembre-se disso “
meu guia me ama” e verá que os Guias são aqueles tipos de “pessoas” que a gente pode sempre confiar.

9°Mão estendida

Muitos médiuns ficam tão compenetrados em incorporar que se es-quecem que essa não é a única forma de caridade.

Sorrir é uma forma de caridade, se preocupar é um tipo de caridade, pensar no próximo é caridade.

Então olhe em volta, talvez você perceba que incorporar é apenas uma das milhares de formas de se fazer o bem.

10°AME, AME, AME!

A umbanda só funciona na vida de quem ama, então Ame.

Ame a vida que Zambi lhe deu, ame seus filhos, sua casa, seu traba-lho, sua esposa, seu namorado.

Ame o Orixá, ame seus irmãos de fé, Ame as entidades, principal-mente, AME A SI MESMO.

* Ser umbandista não é fácil, ser médium não é fácil, mas vamos nos mover, agradecer e esquecer de reclamar das tristezas da vida.

Ser umbandista não é apenas vestir uma roupa branca, é vestir a al-ma de Branco.

Pub 2017

Se desejar continuar lendo mais Outros
Textos sobre Umbanda clique em
Voltar

Se desejar conhecer mais sobre
a Umbanda clique em
Voltar