Umbanda: Texto: Onde começa o Mundo Espiritual?
 


Onde começa o Mundo Espiritual

  1 a 5 - Estrutura física do planeta (até a borda marrom).
  6 a 8 – Umbral.
  9 - Artes, cultura e ciência.
10 - Amor fraterno universal.
11 - Diretrizes do planeta.
12 - Abóbada estelar

O desenho acima, elaborado por Heigorina Cunha, mostra as camadas materiais relacionadas ao nosso planeta, desde o núcleo em suas pro-fundezas até a crosta (borda marrom).

A partir da crosta temos três faixas representando zonas de sofrimen-to no mundo espiritual, designadas por “Umbral”.

São elas respectivamente:

- Primeira esfera: comporta as regiões purgatoriais mais dolorosas e de cujas organizações comunitárias, conquanto estejam tão próxi-mas, têm-se poucas notícias sobre elas.

- Segunda esfera: abriga o Umbral mais ameno, onde os Espíritos do Bem se localizam, com mais amplitude, sua assistência, e onde estão situadas as “moradias”.

Cada desenho semirretangular assinalado nessa região representa uma “moradia”.

- Terceira esfera: a rigor, ainda faz parte do Umbral, pois, sendo de transição, abriga espíritos ainda necessitados de reencarnação.

É aí que se localiza a colônia “Nosso Lar”, representada por uma es-trela.

A partir da quarta faixa, estão as zonas espirituais mais elevadas.

Segundo nos ensina Allan Kardec, nas perguntas 84 a 87 em “O Livro dos Espíritos”, o mundo espiritual é o mundo habitado pelos espíritos, também denominado “mundo normal primitivo”, isto é, aquele que surgiu primeiro.

O mundo espiritual sempre existiu e continuará existindo mesmo que o mundo material deixe de existir.

Mas o que nos intriga realmente é: Onde está esse mundo espiritual? Onde é que ele efetivamente começa?

Para compreendermos melhor essa questão é preciso voltar um pouco no tempo.

Durante mais de 1500 anos, nossos pensamentos e até mesmo nossa relação com o Criador, bem como nosso destino aqui na Terra e de-pois da morte, eram determinados, impostos mesmo, pela Igreja.

Sobretudo após a morte, nosso destino estava determinado ao infer-no, localizado “em baixo” (de onde?!?!?) e o céu ficava “em cima”(de que?!?!?).

Ora, como isso é possível se a Terra é uma esfera?

E ainda tinha o purgatório, de onde as almas só poderiam ser resgata-das se alguém intercedesse por elas; caso contrário, ali ficariam inde-finidamente...

É por esses motivos, e outros mais, que ainda encontramos tanta difi-culdade em compreender os ensinamentos dos Espíritos Superiores sobre a vida espiritual, sobre a existência dos espíritos (que somos nós mesmos, porém sem o corpo material) e a maneira como esses dois mundos, o material e o espiritual se relacionam.

Assim como na estrutura física do nosso planeta as camadas subterrâ-neas se interpenetram, sem que haja uma linha divisória definitiva entre uma camada e outra, o mesmo se dá em relação ao mundo es-piritual, com a diferença de que elas se definem pelo nível de evolu-ção dos espíritos que as habitam.

Isso significa que as zonas espirituais mais próximas da Terra são aquelas habitadas por espíritos ainda imperfeitos, portanto ainda su-jeitos ao erro e ao sofrimento, e as zonas espirituais mais distantes são habitadas pelos espíritos mais evoluídos.

É na pergunta de número 87 que encontramos a resposta: os espíritos desencarnados estão entre nós.

Ou seja, o mundo espiritual começa aqui mesmo onde estamos!!!

Somos igualmente espíritos, porém no momento encarnados!

Se os espíritos podem nos visitar, nos acompanhar, isso significa que o mundo espiritual está em toda parte!

Aplicando essa verdade para o nosso mundo íntimo, lembremo-nos das palavras de Jesus: “O Reino de Deus está dentro de vós!

Ou seja, o mundo espiritual começa efetivamente em nós mesmos!

E para que possamos alcançar os níveis superiores, o roteiro nos foi da-do por Ele mesmo: fazer aos outros todo o bem que gostaríamos que os outros nos fizessem!

Fonte: Grupo Espírita Allan Karde

Pub 2017

Se desejar continuar lendo mais Outros
Textos sobre Umbanda clique em
Voltar

Se desejar conhecer mais sobre
a Umbanda clique em
Voltar