Umbanda: Texto: Brados e assobios das Entidades - Significados
 


Brados e assobios das Entidades
Significados

É muito frequente as entidades de Umbanda logo que incorporam, emitirem certos assobios e brados, ou quando estão dando passes.

No caso dos brados dados no momento da incorporação, são mantras, palavras vibradas que canaliza para o médium certas classes de ener-gia, a depender da linha da entidade atuante, que logo se misturam ao aura do médium, equilibrando-o, regularizando o fluxo e equili-brando os chacras principais a serem utilizados na incorporação, permitindo que o mentor possa atuar o mais desembaraçado possível naquele aparelho.

São técnicas astrais superiores de manipulação de forças sutis vitais que somente esses grandes senhores da luz sabem movimentar.

Quando uma determinada entidade da linha vibratória de Xangô, logo ao incorporar emite um brado, um mantra de forma a parecer mais um trovejar, indica que naquele momento estão sendo manipuladas – além das energias inerentes a Xangô – determinados entrecruzamen-tos vibratórios necessários aos trabalhos que irão ser realizados, visando equilibrar o campo mental e astral do médium que vai utili-zar.

Os assobios não são diferentes.

As entidades da Sagrada Corrente de Umbanda conhecem bem a ma-gia do som e doutrina mântrica e a utilizam segundo a necessidade e a tônica vibratória a que pertencem, tudo visando promover a harmo-nia dos espíritos por ela tratados.

Assim, quando virem alguma entidade mantranizando desta forma, como descrito, já saberão que ali está sendo feita uma terapia e, portanto, há ciência, fundamento!

Axé

O texto não traz o nome do autor

Pub 2016

Se desejar continuar lendo mais Outros
Textos sobre Umbanda clique em
Voltar

Se desejar conhecer mais sobre
a Umbanda clique em
Voltar