Pensamentos do Poeta Valeriano Luiz da Silva

 

Alguns pensamentos estão publicados em forma de Poesias

Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 21/11/2005



Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 21/11/2005


Recebi do Poeta em 21/11/2005


Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 26/10/2005


“Há dor que faz chorar
e há choro que a lágrima fica oculta,
geralmente quando alguém vai sem despedir
nossas lágrimas temos que engolir.”


“Mesmo que a vida esteja obscura
Você enfrentando uma luta dura
Na pobreza ou na fartura
Mas tendo uma consciência sã e pura
Não perca a esperança que perdura
Pois a esperança tem que estar numa virtude segura.”
-
Em 07/04/2004


Recebi do Poeta em 21/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005



Recebi do Poeta em 05/11/2005


Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 05/11/2005


“Quanto mais justos formos na terra
mais sofrimentos teremos na guerra,
mas com Deus adquirimos créditos com reserva.”

Recebi do Poeta em 26/10/2005


“Se não quer ser criticado,
nunca apareça perante o público,
não trabalhe, e viva com a boca fechada.”

Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 26/10/2005


Recebi do Poeta em 19/11/2005

Recebi do Poeta em 20/11/2005


Se desejar visitar a Página do Poeta Valeriano Luiz da Silva
Clique
no quadro abaixo

 
 
Anterior Próxima Pensador Menu Principal