Parto


Aspergi sonhos,
todos os meus,
no ventre da noite escura.
Estrelas...

Tracejei passos,
de livres rumos,
no ventre da noite escura.
Lunagens...

E a noite escura,
num acalanto,
ninou minh'alma
em seu meigo ventre.
Poeta...

Patrícia Neme



 

 
Anterior Próxima Poetas Menu Principal