Dois anos


Entre receitas, prêmios e homenagens,
o verso tem, aqui, sua morada.
Em rimas ou em branca melodia,
em canto de saudade ou de alegria...
A voz da poesia é cultivada.

Entre provérbios, dicas e mensagens,
habita o respirar das emoções.
De quem se faz poeta, dos leitores...
De quem sabe da vida as muitas cores...
Uníssono é o vibrar dos corações.

Dois anos de fraterno conviver,
numa ciranda que não tem fronteira.
Este recanto a todos abre a porta,
o credo, a pátria, a raça, nada importa...
É só ter alma clara, verdadeira!

E o Carlos, sempre atento a entretecer
com a arte, nossos sonhos versejados.
É tanto o seu esmero, o seu carinho,
o zelo, com o grande e o pequeninho...
Que nos sentimos, todos, muito amados!

Meu Primo, por tanta dedicação,
de todos nós, recebe a gratidão...
Um beijo, Deus te guarde em proteção!

Patrícia Neme

05/11/2006


 

 
Anterior Próxima Poetas Menu Principal