Ei, tu que hoje estás tão feliz,
por que nos outros dias te era tão difícil?
 
Por que hoje tu dizes que amas e nos outros
dias as mesmas palabras pesavam em tua boca
a ponto de só balbuciares?
 
Durante tantos dias não tiveste medo de perderes
quem te ama, não tiveste receio de ficares sem amigos,
de ofenderes teus vizinhos..
 
Durante tantos dias somaste só as coisas
ruins e hoje, parece-me que só hoje ou talvez,
por esses dias, tens visto o que tem de bom!
 
Durante tantos dias parecia que viverias
para sempre e hoje tu te voltas para dentro
e estás mais compenetrado, mais sério, mais sábio.
 
O que te falta não tem o buraco que tanto
apregoavas, mas um furinho à toa fácil
de conviveres, "levares"..
 
A grama da tua casa começou a verdejar
no momento que deixaste de olhar a do teu vizinho.
 
Falando no teu vizinho, claro que não achou normal,
mas sabe que comentou com alegria o  teu abraço
e teu desejo de Feliz Natal?
 
Só precisava ser assim todos os dias,
não se atendo a momento, época e espaço!
rivkahcohen