Livro Encontro II - Ano de 1979 -
Poesia classificada em 2º lugar

(SEM TÍTULO) - Telma Yara J. Tiemechi

   Homem no barco...
          Mar bravo...
                    Barco sem homem


     
Há um homem navegando.
   Há um barco afundando.


    
um barco navegando.
   Há um homem afundando.


    
Ondas precipitadas
   De blasfêmias e de vinganças
   De corrompidas desesperanças.


    
Porque o barco navega?
   Porque o homem afunda?



Formatação de Carlos Roberto Lemberg
 

 
Anterior Próxima Fundação Copel Menu Principal