DUETO DAS ANJAS

 

ANJOS



 

Anjos são amigos que nos protegem,

amorosamente em momentos de aflição.

São companheiros que não esquecem,

De estar presentes para nos dar a mão.

 

Anjos sempre têm asas, mesmo invisíveis,

Elas estão lá os sustentando na travessia,

podem ser tão frágeis, mas são plausíveis,

São leves, brancas, ardentes e macias...

 

Levam-nos através do espaço profundo

De um hemisfério ao outro do vasto mundo

Sempre que de nós ouvem os chamados...

 

Através dos planetas, a caminho do espaço, 

Os seus corações sempre no certo compasso,

Os seus espíritos afectuosamente enlaçados...

 


 

Arlete Piedade/Portugal

ANJOS SEM ASAS

Abriu-se em leque de pureza

A alma a levitar no éter infinito

Da imaginação humana

Asas de sonhos bordam utopias

Do vôo cru, da sua imaginação

A vontade impera de alcançar distâncias

Onde só o espírito pode chegar

Com a bondade no peito,

Os anjos sem asas

Podem ao limite das estrelas

Amorosamente alcançar

 

Denise Severgnini/Brasil



Fundo Musical: Canção da América
 

Anterior Próxima Duetos Menu Principal