Assim está a minha alma... - Maurício Santanelli

Assim é que está se sentindo a minha alma...
Sentindo-se tão tristonha, sentindo-se tão perdida...
Buscando a paz, ou pelo menos buscando a calma
Que amenize a dor aguda, dessa profunda ferida...

É assim que está se sentindo essa alma minha...
Um pouco anestesiada, um tanto quanto desentendida
Sentindo-se assim tão frágil, insegura... tão sozinha
Buscando atônita encontrar algum sentido para a vida

É,,, é Assim que a minha alma está se sentindo...
Tão solitária, tão pequena, tão desamparada...
Pois ela acreditou que viveria um sonho tão lindo...
E sem entender ao menos o porquê... foi abandonada

É, fazer o que? minha alma está se sentindo assim...
Assim, nesse estado do mais completo abandono
E inquieta, ela fica agitando-se dentro de mim...
Impedindo-me assim, até de encontrar o meu sono!

É, de verdade, minha pobre alma assim está...
Totalmente sem rumo, sem bússola, sem direção...
Completamente desorientada, anda pra lá e pra cá...
E se isso não bastasse... ah!, como lhe dói o coração!

Maurício Santanelli

A alma de um guerreiro - Beatriz por um triz*

A alma de um guerreiro está ferida.
Pede calma, necessita de acalento.
Guerreiros são como pássaros.
necessitam de novos horizontes,
e se entregam nesse voo,
esgotando todas as suas fontes.

A alma de um guerreiro pede calma.
Pede um pouco mais de compreensão,
pede paz para seu coração carente.

Conspire o universo em plena sintonia,
salvando esse guerreiro da melancolia,
por não ter sido amado como merecia.
mas por ter amado tanto,
quanto jamais poderia.

Beatriz por um triz*
São Paulo - SP

Anterior Próxima Duetos Menu Principal